O celular do apresentador toca:
 
– alô?
 
– é Faustão?
 
– sim, quem é?
 
– é Michel, Faustão…
 
– Michel da iluminação do estúdio? Porra Michel, que merda foi aquela no domingo? Cara, mais uma mancada dessas e te mando pra p…
 
– (interrompendo) não, não, Faustão, é Michel Temer, presidente…
 
– ahhhh, me desculpe, me desculpe… bem que estranhei a voz do Michel da iluminação, parecia o avô dele… bem, como vai o senhor?
 
– com um pouco de pigarro, mas vou bem, e você?
 
– muito bem, presidente, muito bem. No que posso ajudar o senhor?
 
– é que vi seu programa no último domingo e fiquei um pouco apreensivo com seus comentários sobre meu governo…
 
– olha, senhor presidente, eu respeito muito o senhor, tanto no pessoal quanto no profissional, mas aquela fala foi ordem de meus superiores…
 
– como assim? Eu já havia preparado aqui uma lista de explicações para você, para que aparecessem no domingo que vem… por exemplo, quando você disse que não escutamos nenhum especialista em educação, queria deixar claro que o Alexandre Frota e o Kim Kataguiri foram plenamente envolvidos…
 
– (interrompendo) me desculpe, senhor presidente, eu até imagino que haja mesmo explicação pra tudo, mas como disse, não tenho nada com isso, foi ordem da direção da Globo…
 
– mas que absurdo é esse? A Globo quer me derrubar? A maior emissora de TV do país agora vai agir como golpista?
 
– sugiro que o senhor se acerte com o José Serra, presidente… ele que pediu diretamente pro Carlos Henrique Schroder aquele meu improviso…
 
– mas o Serra é meu ministro! Será que estou cercado de golpistas?? Estou me sentindo como o Napoleão Bonaparte sendo esfaqueado por seu filho Brutus!
 
– ô loco, senhor presidente, eu não sou muito bom em história, mas não era César o pai do Brutus?
 
– pouco importa, Faustão, pouco importa… eu estou estarrecido, não sei o que fazer…
 
– porra, meu… lamento muito, senhor presidente… mas por que o senhor não telefona diretamente pro Carlos Henrique?
 
– ninguém me atende aí na Globo, Faustão… só você e a Ana Maria Braga… e quando tentei explicar a ela a reforma no ensino médio ela começou a me passar uma receita de nhoque da fortuna pra melhorar a economia, foi um horror…
 
– e que tal ligar pro Serra? Quem sabe fala ao vivo, meu!
 
– o problema é o fuso horário, Faustão… quando acordamos ele está indo dormir, e quando vamos deitar ele está se levantando do esquife e tomando o matinal shake de sangue… (voz embargada) é difícil, é difícil, parece que ninguém me deixa governar em paz…
 
– ô loco, senhor presidente, eu queria ajudar, mas não sei como…
 
Nesse exato momento escuta-se uma voz de mulher jovem, bela, recatada e do lar ao fundo do presidente:
 
– Xéééééú… Xéééééu… me passa a senha do seu cartão de crédito? O meu atingiu o limite e eu quero finalizar umas comprinhas no site da Louis Vuitton…
 
De volta ao telefonema:
 
– ehhh, Faustão, me perdoe, mas meus assessores estão me chamando para uma pauta de urgência e preciso desligar… de toda forma obrigado pela atenção, viu? Vou ver o que consigo fazer por aqui…
 
– disponha, senhor presidente… ah, aproveitando a deixa, só mais uma coisinha, se o senhor me permitir…
 
– claro, claro, diga…
 
– posso convidar a dona Marcela pra dança dos famosos?
 
– hum… bem… ela dançaria com quem?
 
– com o Aécio.
 
– seu…seu…seu apresentador golpista!
 
Fim da chamada.