Em junho de 2012, eu e Karen viajamos pelo continente africano.  Cresci assistindo ao programa Mundo Animal, que apresentava a exuberante fauna africana, e sonhava em um dia percorrer as savanas.

Para um historiador, estudioso da antropologia,   fotógrafo,  e uma bióloga, viajar pelas savanas é uma experiência indescritível. Por muitas vezes a emoção aflorou a tal ponto, que foi difícil conter a lágrima, que rapidamente evaporava na atmosfera seca da planície do Serengeti.

Observar as rebanhos infindáveis de gnus e zebras; ter manadas de elefantes cruzando o seu caminho; assistir a um grupo de leoas cercando suas presas; cruzar um grupo de zebras a perder de vista; sentir o cheiro acre dos animais; são todas experiências inesquecíveis. Assim como passar o dia em companhia do povo masai em uma aldeia a dois dias de distância da cidade mais próxima.

‘E parte destas emoções e sensações que tento transmitir no ensaio: Savanas Africanas.