– Tenho certeza absoluta de que ela aceitará seu convite se antes você bancar o difícil, afirmou Juninho, com uma segurança de invejar.

– Como tem tanta certeza?, indagou Paulão.

– Ué, nunca viu o que ocorre com os hipopótamos?

– Não.

– A fêmea costuma ir atrás do macho se ele não a corteja. Prova da maior lei comportamental que rege os seres vivos. Te digo: é tiro e queda!

– Certeza absoluta?

– Certeza absoluta! Vá pesquisar e confirme que os hipopótamos são infalíveis. Só que… Assim… Se você quiser mesmo, mas muito mesmo, será preciso elaborar um pouco mais.

– O que devo fazer?

– Se movimentar feito os hipopótamos. Sabe como é? O corpo fala, os gestos tem poder sobre os outros. Questões evolutivas. E tal.

– Dessa parte não gostei.

– Você a quer muito?

– Se quero? Hummm… Êr…. Acho que… Quero!

– Não há outra saída. Não há como driblar o que é cientificamente comprovado. São as leis da vida, as leis da vida!, exaltou-se Juninho, com emoção e face enrubescida pelo profundo amor ao conhecimento.

– Que desgraça! Mas se assim é… Onde aprendo os movimentos dos hipopótamos? Encontro na internet?

– Não creio. Pouca gente séria tem conhecimento e habilidade para trabalhar com isso. Mas acho que posso te ajudar.

– Oba! Manda!

– Minha prima é pós-graduada em Hippopotamus Coaching.

– Perdão?

– Ela é uma coach que se baseia nas teorias e técnicas advindas da mais pura e rigorosa ciência que estuda os hipopótamos, ora bolas.

– Nossa, não fazia noção de que era algo tão sério! Como funciona?

– Ah, para conhecer de verdade é preciso seguir os passos que ela indica em sua consultoria. Mas posso te adiantar um pouco: hipopótamos costumam abrir bastante a boca ao se aproximar da fêmea. Escancare uma bocarra! Uma bocarra… É poder! Já o resto é mais complexo.

– Não corro o risco de parecer ridículo?

– Esta é uma pergunta típica de quem não entende os níveis profundos da mente desvendados pela mais elevada e hegemônica ciência, caro amigo Paulão. Em mim você pode confiar.

– Quanto custa?

– Mil reais por semana para ter seu amor de volta. Quer o telefone?

– Agora mesmo!