“VOU-ME EMBORA PRA MIAMI”

Vou-me embora pra Miami

Lá sou fritura do rei

Lá tomo o iogurte que quero

No outlet que escolherei

Vou-me embora pra Miami

Vou-me embora pra Miami

Aqui eu não sou feliz

Lá a existência é uma riqueza

De tal modo bonitinha

Que Janaína, a Louca da OAB

Donzela nobre e coxinha

Vem a ser a doutora

Das causas que defendo

E como andarei de bicicleta

Já que lá ciclovia é lindo

Xingarei petralha pobre

Subirei no deck da lancha

Tomarei banhos de mar!

E quando estiver cansado

Deito na minha cobertura

Mando chamar o tio Olavo

Pra me contar as histórias

Que no tempo de eu menino

Figueiredo ao papai contava

Vou-me embora pra Miami 

Em Miami tem tudo

É outra civilização

Tem eleição segura

De impedir corrupção

Tem militar de rifle automático

Tem Trump e Tea Party à vontade 

Tem vitrines bonitas

Pra gente de bem namorar

E quando eu estiver mais triste

Mas triste de não ter jeito

Quando de noite me der

Vontade de Fidel odiar

– Lá sou amigo do rei –

Terei o iogurte que eu quero

No outlet que escolherei

Vou-me embora pra Miami.