Muitos animais, de várias espécies, organizaram-se em um protesto contra a homofobia do pastor Silas Malafaia. Eles, inclusive, fizeram vaquinha (as vacas não participaram desse ato) para confeccionar faixas e cartazes.

As faixas, além das habituais palavras de ordem, estamparam alguns dados desconhecidos por grande parte dos seres humanos. Por exemplo:

“Pesquisas mostram que o comportamento homossexual já foi observado em cerca de 1.500 espécies animais”

Um dos pinguins, em entrevista exclusiva, disse achar um absurdo que alguns humanos ainda acreditem que a homossexualidade é um pecado contra a natureza:

“Se o mesmo deus fez os homens e os animais, por que entre nós que, segundo a perspectiva humana, não desfrutamos do livre-arbítrio, a homossexualidade é recorrente?

O repórter pediu para o animal ser mais claro. Ele, então, respondeu:

“Como não temos a possiblidade de escolha, não poderia haver, de modo algum, a homossexualidade entre os animais. A não ser que o deus que nos fez quisesse que os animais tivessem comportamentos homossexuais.”

A observação foi reportada a um evangélico que passava pela rua e este respondeu que não se pode questionar os desígnios de Deus. E apertou o passo para que outras perguntas não lhe fossem dirigidas.