Dona Idalina, 79 anos, sexo feminino, entra no consultório de braço dado com a filha.

“Sinto tonteira e muita dor nas pernas. Venho sentindo também muita dor no estômago depois que tomo meus remédios. Isso já tem mais de um ano. Já passei no médico de veia e ele me deu um remédio pra melhorar a dor de varizes. Não adiantou. Mas também, eu nunca tive varizes! Passei no ortopedista, que me deu um remédio manipulado, não adiantou. Disse que eu tinha desgaste nos joelhos e osteoporose, mas eu expliquei pra ele que meu joelho não dói. O que dói é a perna toda. Passei no reumatologista que disse que eu não tenho nada.”

“E da tonteira? O que a senhora me fala?”

“É assim: eu tô deitada, aí levanto. Pronto, fico tonta. Se eu sair andando então, Ave-Maria, quase caio. Fui na UPA uma vez e o médico disse que era labirintite e me passou um remédio, Não melhorou nada.”

“Onde mais a senhora consulta?”

“Com um cardiologista. Mas já tem mais de um ano que não vou lá. Muito caro.”

“E a senhora tem algum problema no coração?”

“Não, só a pressão alta. Mas agora tá ficando baixinha. Ele me passou um remédio caro. Não tô mais conseguindo comprar. Você pode trocar por um remédio de pressão que tenha no posto?”

“Vou te examinar primeiro e depois conversamos. Pode ser? aspas aqui

EXAME FÍSICO:

Pressão deitada: 10 x 6. Sentada: 8 x 6! Quem aguenta? E mais nenhuma outra alteração.

LISTA DE REMÉDIOS QUE USAVA:

  1. Uma associação comprada (e cara!) de dois remédios para pressão. UM DELES PROVOCA INCHAÇO E PESO NAS PERNAS!
  2. Um diurético que pode provocar queda de pressão ao levantar. Assim, GERANDO A TONTEIRA!
  3. Um medicamento para prevenção de infarto e derrame que tem formulação ácida e que pode gerar piora nas dores de estômago!
  4. Um medicamento de uso semanal para tratamento de suposta osteoporose que costuma causar FORTE DOR NO ESTÔMAGO.
  5. Uma medicação usada para controle dos níveis de colesterol e para prevenir enfarte e derrame e pode causar DOR MUSCULAR. Isso mesmo a paciente tendo colesterol superbaixo e com risco baixo de sofrer AVC ou infarto.
  6. Um remédio para dor no estômago, porque a paciente sentia dor depois de tomar os seus muitos medicamentos.
  7. Três opções de analgésicos para conter as dores musculares que tanto a incomodavam, incluindo anti-inflamatórios contraindicados para pacientes com mais de 65 anos e outros que causam constipação intestinal, retenção urinária e sonolência, com piora da TONTEIRA.

Dona Idalina foi transformada numa quase inválida. A prescrição médica que seguia estava lhe trazendo mais transtornos que benefícios. Saiu da consulta com pedidos de exames laboratoriais e uma receita com três medicamentos, com proposta de retorno em quatro dias para reavaliação da pressão e dos sintomas de tonteira e dor muscular.

E deixei meu telefone com ela, porque ela tem whatsapp e vai mandar mensagem pra mim!

E é só isso mesmo. Com licença e boa noite!